sexta-feira, janeiro 30, 2009

O Melhor Evangelista


There is no better evangelist in the world than the Holy Spirit.


(Tradução) Não há melhor evangelista no mundo do que o Espírito Santo.

-- Dwight L. Moody

quinta-feira, janeiro 29, 2009

Sede de Felicidade e Significado


There is within every soul a thirst for happiness and meaning.


(Tradução) Em cada alma há uma sede por felicidade e significado.

quarta-feira, janeiro 28, 2009

Liderar e Servir


Leadership is found in becoming the servant of all.


(Tradução) A liderança é encontrada ao tornar-se servo de todos.

-- Richard Foster

terça-feira, janeiro 27, 2009

Dados Estatísticos do Divórcio

Estou quase terminando um excelente livro. Recomendo a todos: Ministério com Famílias no Século 21, Dennis Rainey, Editora Vida.


No capítulo 21, o autor fala especificamente sobre divórcio. Veja alguns dados estatísticos:

1. O presidente do Instituto Nacional de Pesquisa sobre Saúde disse o seguinte: "estar divorciado e não ser fumante é apenas um pouco menos perigoso do que fumar um maço de cigarro por dia e permanecer casado. Todos os tipos de câncer terminal atingem pessoas divorciadas de ambos os sexos, brancos ou não, com maior frequência do que as pessoas casadas."

2. O risco de suicídio é 290% mais alto entre as pessoas divorciadas do que entre as casadas;

3. A porcentagem de pessoas que sofrem de qualquer tipo de distúrbio psiquiátrico em função de seu estado civil é a seguinte:
  • Casado, que nunca se divorciou ou se separou: 24%
  • Solteiro, que nunca moreou por mais de um ano com outra pessoa: 33%
  • Divorciado ou separado: 44%
  • Não casado que coabita com outra pessoa: 52%

4. Mais da metade das crianças nascidas em 1994 passaram alguma parte de sua infância com pais solteiros.

5. Os meninos criados distantes do contato de uma família nuclear têm duas vezes mais possibilidade de acabar na prisão que outros meninos, independente da condição sócio-econômica da criança.

6. A probabilidade de uma filha sofrer abuso sexual de seu padrasto é pelo menos sete vezes maior que as chances de sofrer abuso por parte de seu pai biológico.

Todos estas estatísticas não são brasileiras, mas americanas. Ainda assim acho que nos ajuda a ter um retrato sobre a consequência danosa que o divórcio provoca.

Infelizmente, tratado hoje como algo natural entre cônjuges que por alguma razão não deram certo, o divórcio nunca fez parte do ideal divino à sua suprema criação, o humano.

Eu odeio o divórcio, diz Javé.
(Ml 2.16)

quarta-feira, janeiro 21, 2009

A Saída de Um Relacionamento Manipulador (4-4)

Passos para sair de um relacionamento manipulador (mas sem abandonar seu relacionamento com o manipulador).
No fundo, é uma questão de crenças. É uma questão de como pensamos sobre o relacionamento.

A- Crença incorreta: "Preciso da aprovação dos outros para me sentir bem comigo mesmo."
  • A raiz de ser manipulado: crenças erradas x crenças corretas.
  • Jeremias 17.5-7; Assim diz O Senhor: "Maldito é o homem que confia nos homens, que faz da humanidade mortal a sua força, mas cujo coração se afasta de O Senhor. Ele será como um arbusto no deserto; não verá quando vier algum bem. Habitará nos lugares áridos do deserto, numa terra salgada onde não vive ninguém. "Mas bendito é o homem cuja confiança está no O Senhor, cuja confiança nele está."
Crença correta:
  • Em vez de viver buscando aprovação dos outros, preciso compreender que 1) Deus não somente pode mas vai satisfazer minhas necessidades emocionais; 2) Ele me aceita totalmente e 3) Ele me ama incondicionalmente.
  • Provérbios 29.25; Quem teme o homem cai em armadilhas, mas quem confia emYAHVEH está seguro.
  • Isaías 58.11; O Senhor o guiará constantemente; satisfará os seus desejos numa terra ressequida pelo sol e fortalecerá os seus ossos. Você será como um jardim bem regado, como uma fonte cujas águas nunca faltam.
Duas fontes bíblicas para nos guiar:
  • Versículo chave (até para memorizar): Gálatas 1.10; Pois agora favoreço os homens ou Deus? Ou procuro agradar a homens? Se eu ainda agradasse a homens, não seria servo de Cristo.
  • Exemplo bíblico para ler e reler: Sansão e Dalila (Juízes 16).
B- O Senhor promete suprir nossas três necessidades legítimas:
Amor, Jeremias 31.3; YAHVEH lhe apareceu no passado, dizendo: "Eu a amei com amor eterno; com amor leal a atrai.

Significado (importância), Jeremias 29.11; Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês", diz YAHVEH, "planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.

Segurança, Deuteronômio 31.8; O próprio YAHVEH irá à sua frente e estará com você; ele nunca o deixará, nunca o abandonará. Não tenha medo! Não desanime!

C- Procure respostas bíblicas para questões comuns:
Uma esposa continua submissa se tomar uma posição contra as manipulações do seu marido? Romanos 14.23; Mas aquele que tem dúvida é condenado se comer, porque não come com fé; e tudo que não provém de fé é pecado.
Sei porque sou manipulado. Por que, então, continuo me deixando ser manipulado? Salmo 34.4. Busquei YAHVEH, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores.

Como posso saber quando estou sendo manipulado? Gálatas 1.10; Pois agora favoreço os homens ou Deus? Ou procuro agradar a homens? Se eu ainda agradasse a homens, não seria servo de Cristo.


terça-feira, janeiro 20, 2009

Richard Baxter - Prazer em Deus

Richard Baxter foi alguém que tentou viver uma plena alegria em Deus ao invés de coisas ou pessoas que não o próprio Deus. Nascido em 1615, foi muito influenciado pelo movimento dos puritanos. No quarto final de sua vida foi preso várias vezes, identificado por Adam Clarke como alguém piedoso que o mundo via como criminoso.

Um pregador americano muito conhecido em nosso tempo parece refletir os ensinos de Baxter, John Piper, apresentando isso em seu livro Teologia da Alegria. Sua famosa frase está contida neste livro: "Deus é mais glorificado em nós quando temos mais satisfação nEle". Piper também traz, em seu livro, muitas lições práticas sobre o prazer que devemos ter em Deus.

Creio, assim como eles já ensinaram, que a alegria em Deus, uma vida que prazerosamente é vivida em Deus, é um antídoto ou a profilaxia necessária para entendermos que os prazeres contidos no mundo são pequenos ao lado do prazer que podemos ter/receber de Deus.

A Bíblia nos mostra a fonte de alegria:

Tu me farás conhecer a vereda da vida,
a alegria plena da tua presença,
eterno prazer à tua direita (Sl 16.11 - destaque meu).

Como seres com o potencial de nos alegrar, podemos dar ao único Deus uma forma genuína de adoração que somente Ele merece. A adoração deve estar no centro de nosso prazer em Deus.

A quem tenho nos céus se não a ti?
E na terra, nada mais desejo além de estar junto a ti.
O meu corpo e o meu coração poderão fraquejar,
mas Deus é a força do meu coração e a minha herença para sempre (Sl 73.25-26).

Richard Baxter escreveu cerca de 140 livros. Christian Directory foi possivelmente sua obra-prima, apesar de ter trabalhado mais tempo no livro que escreveu sobre Trindade. Sua vida refletia seus ensinos; ainda hoje eles são muito práticos na sociedade faustiana que vivemos (ver o mito de Fausto por Christopher Marlowe). Espero que seus ensinos, que se baseiam na verdade bíblica, possam contaminar nossos corações ao ponto de sermos empulsionados a viver uma vida plena de alegria no Senhor (leia o salmo 34).

Não sei se Baxter disse exatamente esta frase, mas suas idéias e atitudes apontavam para esta verdade:

O Prazer em Deus é a Saúde da Alma

segunda-feira, janeiro 19, 2009

Vulnerabilidade à Manipulação (3-4)

As causas que nos deixam vulneráveis às manipulações 


Dependências inapropriadas:
  • Prioridades inadequadas: quando as opiniões dos outros são mais importantes do que devem ser;
  • Quando baseamos nossa identidade no manipulador: "preciso de você na minha vida";
  • Quando estamos com medo da desaprovação do manipulador. "Não posso dizer não. Estou com medo da reprovação";
  • Quando queremos aceitação pelo manipulador, mas a aceitação baseia-se em nosso desempenho. "Sou aceito com base naquilo que faço";
  • Quando sacrificamos independência. O manipulador não nos deixa fazer planos, gastar dinheiro e etc sem sua aprovação.
Quando nossa ira contra uma pessoa resulta em reações irracionais contra outra;
Quando a personalidade do manipulador prevalece. A pessoa manipulada não se sente completa em si, e consequentemente é consumida pelos planos, atos ou gostos do manipulador.

Respostas incorretas à manipulação:

O manipulado cria desculpas ou justificativas para o mau comportamento do outro;
O manipulado se coloca em defensiva quando outras pessoas questionam o relacionamento:
  • Recusa em enxergar que o relacionamento não é saudável ou normal;
  • Recusa em propor ou fazer mudanças que poderiam provocar uma reação por parte do manipulador.

domingo, janeiro 18, 2009

Métodos de Manipulação (2-4)

Métodos característicos do manipulador
Manipulação, o jogo número um da culpa.


Sete maneiras de manipulação agressiva


A síndrome do "dever" - "Você deve me respeitar", "você deve me amar", "você deve cumprir as minhas necessidades..."
O manipulador implica: "Se você não cumprir com as minhas expectativas, você se sentirá culpado de me negligenciar";
Resposta: (com todo respeito) "Você não precisa de mim para sua segurança." Deus deveria ser nossa rocha. Não devemos tomar o lugar dEle para ser a segurança de alguém. Ninguém deveria ser nossa segurança além do Senhor.
Grito agudo
Criança no supermercado;
Adultos também fazem isso;
Manipulação por pressão: o manipulador implica: "Se você não fizer o que quero, vou deixar sua vida um inferno."
A espada do sarcasmo - palavras sarcásticas
Palavras que ferem;Ridicularizando;
Zombando: o manipulador implica: "se você não for o que quero que seja, zoar de você";
Sarcasmo é a arma do fraco.
Ferramenta da sedução
Roupa sedutora;
Propaganda sensual;
Movimento sensual do corpo;
Juízes 16 – a história de Sansão e Dalila;
O manipulador implica: "Se você não comprar o que estou vendendo, você não é 'descolado"'.
Bajulações
Elogios em excesso;
Afeição em excesso, para aproveitar da pessoa;
Dinheiro em excesso, para comprar controle; exemplo: comprando coisas para os filhos para manter controle. Isso produz a atitude de "você me deve";
Dando presentes em excesso com o propósito de se ganhar algo em troca: o manipulador diz: "Se você não responde à minha generosidade, você é muito ingrato."
Sugestões sutis
Mensagens subliminares com o propósito de produzir culpa: "você sabia que fulano acabou de comprar um novo carro para fulana e eles só têm três anos de casados? Deve ser bom ser tão amada como ela";
Você deveria me deixar feliz;
Você deveria atender as minhas expectativas: o manipulador fala: "Você deveria suprir as minhas necessidades, e visto que não faz isso, deveria sentir culpa."
Procurador de pena
Essa pessoa é extremamente carente (necessitada de carinho) e finge desespero até ser resgatada;
O manipulador diz: "você deveria se preocupar com meu coração. Já que não o faz, mostra-se insensível e cruel."

Sete maneiras de manipulação passivo-agressiva

Tratamento silencioso
Negligenciando e mimando;
O manipulador implica: "se não fizer do jeito que quero, vou retirar a minha aprovação."
O Bater
Telefone;
Porta;
Gaveta.
O zombar, desprezar
Rolando os olhos;
Sobrancelhas tortas;
A manipulação deixa a pessoa quieta, não tem jeito para responder;
O manipulador implica: "se você não fizer o que quero, não merece o meu respeito."
O suspiro (*Argh*)
Desaprovação total, mas sem palavras;
Gemido, grunhido;
O manipulador implica: "se você não cumprir as minhas expectativas, você vai saber o quanto estou incomodado contigo!"
Apoio retraído
Retraindo, negando elogios merecidos ou afeição apropriada;
O manipulador diz: "se você não atingir meus objetivos, não vou dar nenhuma atenção para você."
Protelar
Demorando de propósito;
O manipulador diz: "se você não me deixar controlar a minha vida, vou controlar usando outros meios."
Soluçando – o chorão
Prolongando lágrimas além do necessário;
O manipulador diz ou age como: "se você não cumprir as minhas necessidades emocionais, vou desabar."

sábado, janeiro 17, 2009

Manipulação - Introdução (1-4)

Visto que ontem eu coloquei no BLOG o artigo escrito por Felipe Machado que falava acerca de manipulação, considerei colocar, por partes, um estudo que foi dado pelo casal Mark e Diane Ellis a um grupo de casais em uma comunidade evangélica de Campinas. Hoje, a introdução do estudo:


Definições:
  1. Manipulação: A arte de controlar pessoas ou circunstâncias por meios indiretos, injustos ou enganosos, especialmente para o benefício (vantagem) de si mesmo. O manipulador usa meios emocionais.
  2. Persuasão: O ato de convencer pessoas por razão, convicção ou lógica (1Pedro 3:15). Quem persuade usa meios lógicos.
  3. O manipulador aprendeu a arte de controlar pessoas. Quem é manipulado permite que outras pessoas possam exercer controle sobre si.
  4. Homens têm a tendência de dar ordens. Mulheres têm a tendência de manipular.
  5. Ilustrações bíblicas:
    1. Abraão - Gn 20:1-13 (manipulação):
      1. Usou meios enganosos e emocionais (você provará seu amor por mim se fizer isso...)
      2. Adolescentes usam "se você me ama, prove!"
    2. Ester - Et 1-7 (persuasão):
      1. Respeitosa
      2. Com honra
      3. Conversa direta
  6. Se você foi criado num ambiente que não tinha a liberdade de expressar as suas opiniões verbalmente, provavelmente aprendeu a usar o meio de manipulação indireta. No entanto, o correto é ser mais direto.

sexta-feira, janeiro 16, 2009

O Velho Jogo da Manipulação


Ao ler o artigo abaixo, note a essência do que é manipulação.

por Felipe Machado, Seção: Palavra de Homem 12:13:25.

Há casais que gostam de passar o tempo livre jogando baralho, outros preferem aproveitar o verão para jogar frescobol na praia. Mas entre os joguinhos praticados por casais, não há nenhum mais comum e desagradável que a boa e velha manipulação.

Quando se pensa simplesmente na palavra 'manipulação', logo imaginamos aqueles esquemas de filme de espionagem, feitos às escuras, cheios de estratégias complexas e sofisticadas. Pois a manipulação entre casais não precisa de nada disso. É bastante simples e, na verdade, quase inevitável.

Fazer alguém mudar seu jeito para agradar ao outro é uma das muitas maneiras de se manipular alguém, talvez a mais popular. Como toda a manipulação, no entanto, ela pode ser revertida em algum futuro próximo. E aí o jogo fica confuso e desequilibrado, como se alguém abandonasse subitamente um dos lados da gangorra.

Como em todo jogo, há um vencedor e um vencido. Mudar as ideias, mudar o modo de vida, mudar o comportamento... vale tudo para se conseguir criar alguém 'perfeito'. Pena que essa perfeição é ilusória e, obviamente, desaparece no ar em algum momento – geralmente junto com o relacionamento.

Controlar a cabeça de uma pessoa é uma enorme responsabilidade, uma encrenca sobre a qual nunca entendemos a dimensão exata até o dia em que surgem os primeiros indícios de efeitos colaterais: insegurança, perda de identidade, ansiedade, medo. Por definição, a palavra 'manipular' significa 'manejar'; e lembre-se que só objetos podem ser manejados.

Toda técnica de manipulação prevê o sistema de punição/recompensa. E é nisso que se baseia o dia-a-dia dos casais; eu faço isso se você fizer aquilo. Não faça isso ou então eu serei obrigado a fazer aquilo. Mas se você fizer isso, aí então prometo que eu faço aquilo. Combinado?

Inspirada pelo livro de Robert Masters e Jean Houston, a letra da música Mind Games, de John Lennon, falava de 'jogos da mente' no sentido positivo da expressão, quando duas pessoas juntam suas cabeças para desejar algo positivo em comum, no caso, a paz no mundo, a felicidade, etc. Seria ingenuidade acreditar que todo o mundo tem essa grandeza de alma, essa generosidade. Mas não custa nada imaginar um mundo assim, onde cada um pode ser como realmente é, sem ninguém tentando mudar o seu jeito.

Talvez a liberdade de ser quem você é traga a felicidade, não sei. A única coisa que eu sei é que ter alguém puxando as suas cordinhas como se você fosse uma marionete com certeza não a trará.

Fonte:http://blog.estadao.com.br/blog/palavra/?title=o_velho_jogo_da_manipulacao&more=1&c=1&tb=1&pb=1

quinta-feira, janeiro 15, 2009

Deus de Promessas (por Toque no Altar)

Aprecio a música abaixo e gostaria de escrever algumas coisas sobre ela.

Deus de Promessas
por Toque no Altar

Sei que os Teus olhos
Sempre atentos permanecem em mim
E os Teus ouvidos
estão sensíveis para ouvir meu clamor
Posso até chorar...
Mas a alegria vem de manhã
És Deus de perto e não de longe
Nunca mudaste, Tú és fiel


Deus de aliança, Deus de Promessas
Deus que não é homem pra mentir
Tudo pode passar, tudo pode mudar
Mas Tua palavra vai se cumprir


Posso enfrentar o que for
Eu sei Quem luta por mim
Seus planos não podem ser frustrados
Minha esperança está
Nas mãos do grande Eu Sou
Meus olhos vão ver o impossível
Acontecer...

A música em questão mostra vários pontos sobre nosso Deus, Sua onipresença e cuidado pela criação (Sl 139) que não somente reflete a Sua glória, mas que foi feito segundo Sua imagem e semelhança (Gn 1.27). A canção, que também acho que ter uma melodia muito gostosa para ser cantada com a congregação, lembra-nos que Deus nos escuta (Davi pede a Deus que Ele o escute em alguns Salmos) e quer nos ajudar dando a alegria que origina dEle mesmo. Ele de fato é imutável (Ml 3.6).

O poder de Deus em nós nos dá a capacidade de prosseguirmos, vencendo tentações e batalhas (Rm 15.18-19; 2Co 6.1-11; Ef 3.16-20). Se temos a esperança nAquele que não tem planos frustrados, não teremos também razões para temer por nossas vidas, pois sem dúvida, "veremos o impossível acontecer". Apesar de eu não saber o que o autor da canção quis dizer com isso, tenho de concordar que o simples fato de alguém tão pecador como eu poder desfrutar eternamente da presença santa do Senhor no paraíso, é ver "o impossível acontecer".

O refrão reflete muito bem o Deus verdadeiro e comprometido com Sua própria Palavra. Ele fez promessas e alianças ao longo da história e as têm cumprido (Adão, Noé, Abraão, Moisés, Davi,. etc). Deus não mente (Ap 14.5) pois não tem a infelicidade do pecado em Si (Hb 4.15). Por isso, Sua palavra é de confiança e as promessas que ainda não se cumpriram, CERTAMENTE se cumprirão.

Este foi um rápido comentário positivo da música em questão. Como eu disse no início, é uma canção que eu aprecio. Há, no entanto, uma passagem da canção que deixarei para que as pessoas reflitam mais sobre o assunto e para que cada vez mais, todos os filhos de Deus possam, ao invés de simplesmente cantar hinos, salmos e/ou canções ao Senhor, fazer isso em espírito e em verdade (Jo 4.24).
  • Passagem da canção: és Deus de perto e não de longe
  • Passagem bíblica: Sou eu apenas um Deus de perto", pergunta o SENHOR, "e não também um Deus de longe? (Jeremias 23.23)
Escute a canção (link com youtube):




Veja o segundo artigo que escrevi sobre esta mesma canção.

Teologia Sem Espiritualidade

A theology without spirituality would be a sterile academic exercise.

(Tradução) Uma teologia sem espiritualidade seria um estéril exercício acadêmico.

quinta-feira, janeiro 08, 2009

Faith...

Faith is not the belief that God will do what you want. Faith is the belief that God will do what is right.

(Tradução) Fé não é a crença que Deus fará o que você quiser. Fé é a crença que Deus fará o que é certo.

-- Max Lucado